sábado, 4 de outubro de 2008

INTRODUÇÃO

*
Fazer este blog teve como objectivo deixar-vos o testemunho na 1ª pessoa da enorme experiência de vida que é ser mãe duma criança autista em Portugal.

Que ele possa servir de apoio e ânimo a outras mães e pais de crianças diferentes; de informação aos investigadores; de sensibilização à sociedade em geral porque, nunca se sabe se o filho que planeamos ter, que trazemos no ventre, ou que já temos nos braços poderá vir a ser aquela criança de quem nos afastamos na rua e a quem olhamos ora com repúdio, ora fingimos não ver.

A angústia que comigo convive diariamente desde há cerca de 10 anos não advém do facto de ter uma criança autista mas sim da forma como ela tem sido recebida pela Família, Sociedade e Estado e de pensar o que será dela quando os que a amam lhe faltarem – como será tratada, como se irá sentir, qual será o seu futuro?

Estou consciente de que existirão pais por esse país fora, em especial no interior, que lutam com dificuldades acrescidas.
Estou igualmente consciente da necessidade de unir esforços perante o autismo e cegueira da nossa sociedade e instituições públicas para com este fenómeno crescente e real.
Devemos aos nossos filhos diferentes a luta pelos seus direitos, não só por serem nossos filhos mas porque são cidadãos com quem todos temos muito a aprender.
Estou certa de que a inocência e a pureza que caracteriza estes indivíduos traduzir-se-ão numa mais valia para a sociedade recompensando-a de todos os esforços que venham a ser empregues na sua evolução e inserção social. Dificilmente ou jamais, se tornarão autores de actos criminosos.

Porque o objectivo não é acusar ou cobrar mágoas mas sim divulgar, sensibilizar e levar uma mensagem de ânimo a todos os pais quantos decerto se sentirão retratados nalguns parágrafos, a identificação de terceiros - pessoas e instituições - envolvidos directa e/ou indirectamente, foi deliberadamente omissa.

Participe! A União Faz a Força!

Obrigada
A mãe: Amélia Florindo




9 comentários:

  1. Primeiramente gostaria de pedir permissão para não te chamar de Amélia e sim de kota (apelido que usamos no bite).
    Bem kota,eu ja disse isso mais de uma vez,mas é bom repitir para pessoas que merecem.
    Eu te admiro muito,não apenas plea sua luta para com o Iuri,mas também pela sua dedicação em tudo o que faz,pela força e confiança que nos passa.
    Kota uma vez antes de eu começar a falar com você minha namorada me disse as seguintes palavras: "É por issso que eu estou neste clã,ela é super em tudo lol",eu nunca me esqueci desas palavras e quando passei a falar com você descobri que ela dizia a verdade.
    Kota,tenho muito orgulho de te conhecer e saber da sua luta diaria.XD
    Desejo a você cada vez mais força e alegria XD,lembre-se de sempre mostrar um sorriso lol.
    Mesmo porque pelo o que eu vi das fotos do Iuri ele sorri muito XD,então siga o exemplo dele.
    Um abraço e um beijo de seu amigo e vassalo (no bite lol) Nerveriner (Tiago Giovannetti Costa)

    ResponderEliminar
  2. O grupo Mundo Interior, do 12º ano da turma C da Escola Secundária de Odivelas, vem por este meio comunicar que irá realizar-se uma palestra, dia 18 de Março de 2010 às 21 horas, sobre autismo e perturbações do desenvolvimento nas crianças. Esta palestra realizar-se-á no âmbito da disciplina de Área de Projecto (tema do nosso projecto), e contará com vários oradores, entre os quais o Professor Doutor Nuno Lobo Antunes e a Doutora Ana Martins. Gostaríamos de ter a presença de todos os interessados de forma a enriquecer o evento, que se realizará nas instalações da escola referida.
    Para mais informações sobre a palestra e sobre o nosso projecto, visite o nosso blogue:
    http://mundointerioreso.blogspot.com/
    O Grupo
    Mundo Interior

    ResponderEliminar
  3. Olá!

    Meu nome é Cris e quero compartilhar uma notícia muito importante para as pessoas envolvidas com a questão do autismo! http://bit.ly/bMkYx9

    Vale a pena ler e divulgar!

    Um grande abraço!

    Cris Santos

    ResponderEliminar
  4. Atribui-lhe um prémio em http://gritodemudanca.blogspot.com/

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Estou muito surpresa que num País, dito de Primeiro Mundo, tenha-se tanta dificuldades, maiores inclusive, das que enfrentamos no Brasil. Seu filho é lindo, e merece ser tratado como um ser humano. Pena pensar o quão distante estamos de um Mundo Ideal...mas ações assim, se deixarem de real uma semente plantada, que venha a crescer e florecer, já terá valido o esforço. Pois só assim, de um a um...a formar uma comunhão, poderemos arrebanhar centenas, quiçá milhares. Convido-a a conhecer o blog pekenospassos.blospot.com, numa narrativa singela de uma mãe com os mesmos sonhos e objetivos que o seu, mas numa luta mais humana, eu diria...já que residimos no Brasil, e por incrível que pareça a você, temos lutas mais brandas. Ainda encontramos mais humanidade aqui, se comparar ao que você tem passado. Mesmo assim, quero muito que conheças a história do meu sobrinho. Muita força em sua luta, e que essa força não se finde. Temos missões a cumprir nessa Terra. A sua é ser a mãe do Iuri. Faça-o por merecer! Ele, assim como todas as crianças especiais...são como anjos a nos resgatar em nossa ignorância. Aproveite e agradeça a oportunidade que lhe foi dada para melhorar a si mesma como ser humano...e agradeça a força que tem, para lutar por ele. Vocês já são vencedores.

    ResponderEliminar
  6. Parabéns Amélia ! Lindo blog ! Também eu tenho um filho autista, de 27 anos e, por isto, te achei.
    Achei bárbaro o que escrevestes quanto à "acusar ou cobrar mágoas" . Precisamos sim, sensibilizar, esclarecer a sociedade. Costumo dizer que " é preciso jogar meu Leonardo na cara do mundo" e lutar por ele como leoa. E tenho me sentido muito mais em paz e feliz comigo mesma. Avante e para a frente...sempre ! bjos brasileiros

    ResponderEliminar
  7. Olá meu nome é Estela Mota, e moro em São Paulo, Brasil. Tenho uma linda filha autista, ainda tentando descobrir como tratar e seguir. Enfim... estou certa de que poderemos compartilhar informações e nos ajudarmos. Um grande beijo no seu coração, Estela
    http://estelasophia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. achei muito interressante o seu blog tb tenho um filho autista e estou começando a dar os primeiros passos por isso fiz o blog pra trocar experiencias sobre o autismo

    ResponderEliminar
  9. O maior culpado do aumento vertiginoso no numero de casos de autismo e´a exposicao constante das criancas a substancias toxicas, principalmente as vacinas e os antibioticos.

    As criancas comecam a ser vacinadas muito cedo, e o seu sistema imunologico nao esta preparado para receber tamanha carga toxica.

    A super ativacao do sistema imunologico, com vacinas multiplas no mesmo dia – como é o caso da triplice viral – causa deficiencia de uma proteina chamada glutatione que prejudica a eliminacao dos metais pesados do corpo da crianca. Como as vacinas contem metais pesados como mercurio e aluminio – altamente toxicos para o corpo humano – estes metais pesados acabam ficando na corrente sanguinea e sao levados para o cerebro causando, na realidade, um bloqueio mental.

    O homeopata holandes Dr. Tinus Smits, criou o seu proprio protocolo de desintoxicacao de vacinas com remedios homeopaticos e ja tratou mais de 300 criancas, com curas que chegam a ser de 100%!!

    Veja em http://www.cease-therapy.com

    Muitos homeopatas no mundo hoje sao certificados para fazer a terapia CEASE. Ha diversos blogs na internet de maes americanas e europeias que estao neste momento fazendo a desintoxicacao e vendo resultados espetaculares na cura de seus filhos.

    Veja aqui alexautismoysurecuperacion.wordpress.com

    No meu blog, estou contando sobre o tratamento do meu filho esta fazendo, porque a minha intençao é divulgar a terapia CEASE no Brasil. Ha quase nenhuma informacao sobre isso em portugues na internet.

    wwww.autismohomeopatia.blogspot.co.uk

    O autismo do seu filho tem cura, pesquise!

    ResponderEliminar

A sua participação é IMPORTANTE. Obrigada pelo seu comentário.